quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Rede de Sismologia registra novos tremores de terra em Parazinho.


Depois de João Câmara, Jandaíra e Pedra Preta, agora são moradores de Parazinho que estão assustados com o registro de tremores de terra naquele município. A ocorrência de abalos em Parazinho não é novidade, pois há mais de 50 anos atrás já aconteciam tremores naquela região, segundo o moradores da época.
Na segunda-feira(24), véspera do Natal foi  registrado um tremor às 13h16 com magnitude de 2.1.
Nesta quarta-feira(26), a terra voltou a tremer por volta das 4h30 da madrugada, conforme registro na rede de sismologia da UFRN, este chegando a magnitude de 2,2.
Esses eventos foram também registrados por estações RSISNE (NPLI, Livramento-PB; NBPV, Pedro Velho-RN) e INCT-ET (PFBR, Pau dos Ferros-RN) a que se tem acesso via internet.
Como se pode notar, embora recente, a atividade sísmica na região de Parazinho-RN já se mostra intensa tendo ocorrido vários tremores de magnitude preliminar estimada acima do limite de percepção (1.5).
Um dos problemas a ser considerado é como essa atividade vai evoluir levando-se em conta que a falha ativa na região acumulou energia durante um período de 40 anos (pelo menos não se conhecem sismos  dessa falha sentidos pela população nesse período). Outro fator a ser considerado é que, conforme mostram os gráficos das áreas epicentrais mostradas (Parazinho, João Câmara e Pedra Preta) o epicentro de Parazinho é o mais próximo da sede do município (aproximadamente 6 km).
Como já  foi dito em postagem anterior o sismo de maior magnitude, ocorrido em 1973, atingiu 4.3, tendo sido sentido em Natal, a mais de 95 km do epicentro. O efeito máximo então observado na área epicentral foi de derrubamento de várias casas e/ou paredes de casas e telhados (Ferreira, 1983). 

FONTE: Blog de Assis Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário