quinta-feira, 13 de junho de 2013

Aluna de Parazinho que estuda no IFRN de João Câmara – RN usa de preconceito contra outros alunos de Parazinho, chamando-os perjorativamente de “baixa renda, bolsistas, gentinha”.



Essa aluna ingressou no IFRN pelo PROITEC – Programa de Iniciação Tecnológica e Cidadania e os alunos ofendidos com a situação são estudantes do IFRN pelo PRONATEC – Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego com os mesmos privilégios, a única diferença é que os cursos oferecidos pelo PRONATEC são de formação profissional e com duração de aproximadamente 240h.

Os Alunos do PRONATEC passam por uma avaliação para pode ter o direito de ingressar na instituição, todos acompanhados pela Secretaria Municipal de Assistência Social. E são acompanhados de perto por mim que sou o interlocutor junto ao MDS – Ministério de Desenvolvimento Social.

A conquista de novas vagas para o PRONATEC pela Secretaria Municipal de Assistência Social é um avanço excepcional para o município de Parazinho. Temos 3 cursos em andamento pelo SENAR: uma com 20 alunos no curso de Auxiliar Administrativo, outro de 13 alunos no curso de Operador de Maquinas e Equipamentos Agrícolas.  E 22 alunos em andamento pelo IFRN distribuídos nos cursos de Recreador, Manipulador de Alimentos, Operador de Micro Computador e Vendedor.
Há ainda a previsão de mais 20 vagas pelo IFRN para os cursos de Cuidador de Idosos, Espanhol, Vendedor e Recreador.

Esse mês começa as matrículas para os cursos de Artesão Pintura em Tecido e Artesão Bordado á Mão que será desenvolvido no CRAS de Parazinho.


É uma pena que pessoas ainda critiquem e menospreze um Brasil que avança e um município que não descansa de trabalhar. Esse tipo de comportamento utilizado por essa aluna é vergonhoso e não nos representa.

Temos orgulho e satisfação de ver Parazinho crescendo e suas pessoas acompanhando esse crescimento se formando profissionalmente.


fonte: Café com Noticia e Poesia

Um comentário:

  1. sem nome nao da pra comentar por favor fala o nome dessa coisa na materia

    ResponderExcluir